estreito

As relações estão tão estreitas que mal enxergo o outro lado do corredor. As luzes estão fracas e meu sentimentalismo exacerbado explode grandes montanhas cheias de vento. Vivo sem janelas no quarto, meus pulmões crus respiram incenso e cigarro. Possuo medos quase temporários, visitas planejadas, músicas repetidas e etc. O sol se levanta e não o enxergo, contemplo minha respiração misturada ao ego. As ondas de meus fios Continue lendo “estreito”

Anúncios

piso frio do meu peito

andando descalça no piso frio do meu peito, tiro as roupas, estico-me em frente ao espelho. danço achando que tenho jeito, viro pros lados, estremeço, finjo que não existe mais nada. questiono-me quem sou mesmo que viva apenas o instante, dói não saber dizer nada… se sou pedaços do agora ou do passado, não entendo os pedaços que perdi no piso frio do meu peito. não dá pra achar culpado, tudo está aqui emaranhado e agarrado ao meu cabelo, a verdade intrínseca de ser eu, com medo de não ser mais nada. Continue lendo “piso frio do meu peito”

Para F.

08 de julho

Acabei de chegar em casa. O dia foi cheio. Ficarei sozinha em casa esse fim de semana, acredita?! A tia M. viajou para o sítio da amiga e só volta na semana que vem. Achei estranho chegar em casa e não ter ninguém esperando. A casa tá um deserto daqueles.

A lâmpada da cozinha queimou – assisti uns tutoriais e eu mesma troquei. Sou bem independente agora, morô? A casa vazia e eu indecisa: comer ou tomar banho primeiro?! Vou terminar de te escrever e depois decido.

Hoje foi um dia daqueles. O azar me perseguiu de maneira absurda. Quase fui atropelada por um maluco que avançou no sinal vermelho. Um pássaro invadiu o café pela janela deu um voo super rápido e quase se chocou contra a minha cabeça. Estou pensando até agora… com aquela velocidade se tivesse batido na minha cabeça eu ou ele teria morrido (?) ou nenhum dos dois?! Não bastasse isso, E. desmarcou nosso compromisso do fim de semana e pediu pra adiar o nosso mochilão. Já era o mochilão esse ano – eu fiquei puta com isso e agora tô mega triste. Você sabe como eu tava animada. Preciso desopilar, preciso de novos ares – eu estava contando com esse mochilão pra tentar me encontrar e tudo mais.

O trabalho no café até que é legalzinho, mas a tia vive jogando na minha cara que preciso achar algo melhor – me pergunto “melhor pra quem”? – O mesmo discurso de sempre “seu primo isso, sua prima aquilo”. E se eu quiser trabalhar no café pra sempre? Não posso? Pra mim aquele lugar é importante, me sinto bem com meu emprego. Não posso ser feliz trabalhando em um café? Por que tenho que voltar pra faculdade se tô de boas fazendo o que faço, saca? Que papo errado esse de dizer o que é ou pode ser melhor para o outro; às vezes bate um desânimo com isso, sabe? mas logo desencano.

Desculpa ficar falando tanto de mim, é que só você entende esses meus perrengues. Me conta de você. Ainda no mesmo emprego? O que tem feito por aí? Lembra daquela sua frase “tenho manias de se invisível”? Eu queria ter manias de ser invisível vezenquando. Me escreve, F.

Beijos.

P.

O mundo está cada vez mais carente

tumblr_inline_nhd5flv2Ds1svez8x

 

Digam o que disserem, o mal do século é a solidão.
Cada um de nós imerso em sua própria arrogância,
Esperando por um pouco de afeição… ♫

Musica: Esperando por mim –  Legião Urbana

 

Seja num grupo de adolescentes evangélicos brasileiros encaixados em algum tipo de propósito que obrigue o exercício da fé na espera de pretendentes perfeitos, seja um conjunto de jovens nerds na Rússia, discutindo a frieza das mulheres conterrâneas em algum tipo de fórum idiota da internet. Seja uma solitária americana que resolveu largar o marasmo da vida para mergulhar em Reality shows atrás de parceiros do sexo oposto, ou algum quarentão chinês que, após se dedicar por tantos anos a família e ao campo, descobriu a internet e se encantou com a quantidade de mulheres nas redes sociais… Matematicamente, não importa! É sempre indiferente quando a conclusão for à mesma e ela é muito simples: as pessoas estão carentes! O mundo nunca precisou tanto de um abraço. Isso não é uma percepção, é um aviso! Deveria ser colocado nas capas das revistas e jornais.

Continue lendo “O mundo está cada vez mais carente”

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: