Rebeldes sem Causa

Existe um traço em comum entre os ateus, monges e mestres de diversas religiões ao redor do mundo. O mesmo ponto de consciência abordado por perspectivas diferentes que possuem em si a mesma essência. Falo da noção de efemeridade da vida; tudo é pó, tudo é vão, tudo é vaidade. Crendo em Deus, esse fato é enxergado pelo prisma da graça, donde o maior dever de todos nós, seres humanos, é evoluir a própria compreensão do que é a gratidão – se somos um átomo perdido numa vastidão infinita, então no mínimo deveríamos agradecer pela dádiva de existirmos, ainda mais se somos tão pequenos e rúpteis. Essa é a melhor das interpretações teológicas, torna as pessoas mais sensíveis e cientes de que, se a vida não possui sentido, então nosso dever primário é construir um sentido para ela.

Esquecendo os sábios e intelectuais, temos de sobra o povo. Bilhões de pessoas que não possuem muito tempo para refletir sobre esses assuntos, mas que também são seres humanos, logo, também estão condenados navegar pelo mesmo deserto existencial debatido pelos mestres, sofrendo as consequências disso. Ainda que enganem a si próprios com miragens durante o decorrer do deserto. Dentre as camadas do povo, temos uma juventude inerte que sempre anda surfando nas ideias insignificantes apresentadas pela mídia geral. Uma juventude que quando começa a sentir o gosto das perversidades no mundo, das influências gerais que penetram o cérebro como katanas japonesas. Do desamor global, dos excessos de expectativas num futuro completamente incerto, das infidelidades e dos mais variados problemas sociais e familiares precoces, eles se rebelam! E assumem a indisciplina como identidade, mas ironicamente (ou inocentemente), praticam o ódio fazendo exatamente tudo aquilo que a vida vã espera deles, ou seja: dando fim a própria existência. O suicídio sela essa incoerência com louvor.

Continue lendo “Rebeldes sem Causa”

Lobisomens Juvenis

Ouço o assunto dos homens que estão na academia. Eles malham porque querem chamar atenção das mulheres. Vejo o papo dos rapazes que pretendem tocar violão, eles querem o mundo da música porque ela atrai a companhia das mulheres. Sinto os parceiros de trabalho, eles juntam uma boa grana para invadir as baladas de fim de semana, planejam conhecer garotas novas. Até a galera que estuda para passar nos concursos militares… Quase todos os que sonham em entrar na Marinha, por exemplo, escolhem o Nordeste como destino. O motivo? As nordestinas de plantão. Praticamente todas as coisas que os homens fazem na juventude são para atrair alguém do sexo oposto. Isso está no DNA masculino. O creme de barbear e os filtros do Instagram são as únicas coisas que nos diferem dos pré-históricos.

Continue lendo “Lobisomens Juvenis”

É falta “daquilo”

Vocês já repararam que praticamente todas as pessoas que vivem militando e dizendo por ai que “namoro é pra casar” ou que “o certo é esperar que a pessoa certa apareça “, estão solteiras? Melhor dizendo: estão solteironas! Quase fazendo carreira na solidão. E a coisa ainda piora! Com todo respeito a generalização, é claro, mas todos os sujeitos e sujeitas que conheço e que se enquadram neste perfil, acumulam centenas de casos fracassados no histórico pessoal. Você, amado leitor, certamente possui uma leva dessa gente distribuída entre os amigos do Facebook. Perca alguns minutos consultando o curriculum de cada uma delas e veja por si só, um pouco do óbvio.

Continue lendo “É falta “daquilo””

Últimas palavras

Olá, meu neto. Saudades de você.

Perdoe-me pela demora em responder sua carta. Meu câncer alcançou um estágio avançado e com o decorrer do tratamento, ando tendo pouco tempo de sobra para os demais cuidados da vida. Pois bem, fico feliz que tenhas chegado aos 18 anos com muita saúde e inteligência. Gostei do que falaras sobre a relação que tive com sua falecida avó e de imediato, já quero responde-lo: sim! Éramos um casal feliz e apaixonado. Vivemos muito bem no decorrer dos 46 anos de união. Não éramos perfeitos, não gostamos muito um do outro de primeira, mas aprendemos a superar esses detalhes. Li também que ainda não superara muito bem a questão da sua ex-namorada e de como a nova vizinha andou balançando seu peito. Ah, meu filho… as coisas não são tão simples quanto parecem. Fez bem em me pedir alguns conselhos, há muito do que precisas aprender.

Pra começar, eu senti o ar de maturidade que você aplicou entre as letras, mas antes de tudo coloque uma coisa em mente: não se ache! Você ainda não é homem só porque possui um certificado de reservista no bolso. Muito menos pela entrevista de emprego marcada, ou pelas camisinhas usadas em baixo do colchão. Homens de verdade não dão pra trás nas situações difíceis. Eles aguentam, eles superam. Sempre com a cabeça erguida, sempre demonstrando coragem, mesmo quando se está completamente corroído por dentro.

Continue lendo “Últimas palavras”

Orgasmos.zip

Um estudo recente mostrou que a atual geração de jovens é a que menos faz sexo desde 1920. Se por alguns minutos esquecermos de todas as opiniões populares e do senso comum que cercam este assunto, a inegável evidência primária mora no fato do quão contraditório parece tal resultado. E digo contraditório pois, todos sabemos, que tanto a geração “7×1”, quanto a “Malhação” são bombardeadas dias e noites pela fofoca de pessoas que acreditam fielmente no contrário, ou seja; que a galerinha de hoje em dia está mesmo disposta a largar a Internet pra fazer filhos por aí.

Continue lendo “Orgasmos.zip”

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: