Erva-doce

O vento, extraordinariamente sereno e tênue soprava trazendo um perfume doce e delicado.
Ele, estava lá fora, aquecendo-se no sol, intensamente verde, dançava ao vento como a bailarina de uma caixinha de música, gotinhas de água penduravam-se em suas folhinhas compridas, seus galhinhos estavam cheios de botões que em breve se tornariam pequenas flores amarelas. Continue lendo “Erva-doce”

Anúncios

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: