Nos invejam porque somos mortais!

Deparamos perante a misteriosa imensidão do espaço e nos questionamos acerca dos sentidos que existem nas areias do tempo… Que diferença tem de nós para os milhares que vieram antes? Dos guerreiros caçadores coletores ao triunfo dos heróis aos camponeses do medievo, o que nos difere deles? O que nos torna mais sublimes e importantes? Por acaso o sofrimento deles foi inferior ao nosso? Ou são eles menos importante do que nós? Ninguém os lembrará deles ou pouco se lembrará, por acaso poucos nomes entram para a História. Quando a poeira de nossos ossos desaparecer outros homens e mulheres caminharam pela brevidade da vida e irão enfrentar dilemas parecidos e experiências talvez diferentes

Se assenta o homem debaixo de um ipê no inverno do ano de 2018 da graça de nosso Senhor, e contempla a quão bela é a vida e ao mesmo tempo carregada de dor e sofrimento. Ele vê a beleza nos pés de café carregado de grãos avermelhados enquanto subitamente uma leve neblina cai sobre seu rosto pardo. Os ventos vão para o leste cantando o mais belo som e farfalhando as folhas das árvores cipós.

A brevidade da vida não me coloca em um vazio existencial e em frente a ser castigado por um niilismo negativo, ao contrário, faz-me ver o lado bom das coisas e da oportunidade que outros e outras terão depois de mim. Recentemente tenho me aproximado da filosofia estoica e vejo sentido em uma vida dedicada as virtudes. Eu faço parte de um universo belo regido por leis perenes que continuara a existir depois de mim.

Os escravos e os senhores finalmente encontrarão o igual destino e será questão de breve tempo para os homens esquecerem quem os foi, suas riquezas, sofrimentos e seus feitos perderá completamente o brilho e sentido pois já não os pode mais carregar.

Por isso caro leitor,

Sugiro que não se prive de realizar seus sonhos e não os cobres em excesso e não se tornes demasiadamente estupido ao ponto de diminuir por motivos vãos outros homens e mulheres. Em face as decisões, glórias, fracassos, alegrias e tristezas lembre-te de uma coisa:

Lembre-te que és mortal!

Encontramos sentido em Deus, nas virtudes, no amor, nos trabalhos e até possivelmente nos sofrimentos da vida. A vida é muito curta para te entregares a um niilismo que o matará tomando o serviço que é devido da morte em seu determinado tempo.

 

LEMBRES QUE ÉS MORTAL! VIVA POIS ÉS MORTAL!

Um comentário em “Nos invejam porque somos mortais!

Adicione o seu

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: