Carta de alguém tomado pela tristeza

Oi,

Já faz algum tempo que escrevi… estava ocupada demais cuidando das minhas tristezas. Descobri hoje, nessa tarde “meio assim”, pálida e triste que não tava adiantando muito o tratamento que eu estava a dar para as minhas tristezas. Resolvi escrever e dessa vez não tive preguiça, das outras vezes eu parei pra escrever, mas fiquei apenas a olhar para o papel. Passei um longo período com a caneta na mão e com os olhos fixos no caderno, mas não consegui escrever nada. Estava morrendo aos poucos. Lembrei de algo que li naquele livro do Rilke “Cartas a um jovem poeta”… nele tinha algo que dizia mais ou menos assim “pergunte a si mesmo na hora mais silenciosa de sua madrugada: preciso escrever?…” Eu tentei ficar sem escrever, mas só afundei mais nas minhas tristezas. Agora escrevendo isso aqui, me sinto um pouco melhor. Você já tentou ficar sem escrever? Ou você já tentou parar de fazer algo que de certa forma dá sentido à sua existência?

Preciso desesperadamente escrever. Escrever, escrever, escrever sobre tudo. Não sei o porquê. Nem quero saber – lembrando o que disse Leminski “Eu escrevo apenas. Tem que ter por quê?”.

Como você tem tratado as suas tristezas? O que tem causado essas tristezas? Sabe aquela história de que para tratar a doença tem de se saber a real causa? Sei que você pode tá pensando que existem tristezas que chegam assim de repente sem uma causa aparente, mas elas sempre tem uma causa. Eu também já pensei assim, eu também já pensei que eram apenas tristezas sem motivos. Tem tanta gente se deixando morrer por preguiça ou medo de “investigar” as causas de suas tristezas. Por já ter perdido a vontade de correr atrás da “cura”. Sei que é complicado, mas não podemos parar e deixar que essas tristezas nos vençam.

Eu tô aqui despedaçada, mas eu quis escrever isso aqui porque sei que não posso desistir e nem quero que você desista. Sei lá, sabe? De vez em quando é bom a gente saber que não tá sozinho – pode parecer meio egoísta, mas não é a intenção. Sei que muitas vezes a gente tenta ajudar e acaba atrapalhando ainda mais – ignora essas pessoas que tentam ajudar mas só atrapalham, inclusive eu se estiver a atrapalhar. Você é incrível – não importa o que digam.

Eu não sei o que você faz pra aliviar as suas dores, tristezas, vazios… eu não sei se você desenha, escreve, compõe, canta, dança, faz yoga… seja lá o que for, continua. Mas se você procura aliviar essas tristezas com bebida, cigarros, drogas ou se cortando… por favor, pare. Eu também já tentei fazer isso, pode acreditar… são coisas que vão te fazer se sentir bem, mas por pouco tempo. Quando o efeito dessas coisas passa você se sente um lixo – mas ainda assim não se culpe. Procura outra coisa que não vá te destruir ainda mais com o passar do tempo. Sabe, além de escrever eu também curto fazer uns origamis, é legal.

Ocupa teu tempo com coisas que você curte e que são “saudáveis”. Eu achava que isso era besteira, mas agora sei que não é não – conselhos de pessoas que chegaram para ajudar de verdade e não essas que chegar pra te fazerem se sentir culpada e sei lá o que mais.

Bom, eu ainda tinha um monte de coisas pra escrever, mas fica pra uma próxima. Se você quiser me escrever… eu tô por aqui.

 

Até breve!

 

2 comentários em “Carta de alguém tomado pela tristeza

Adicione o seu

  1. Olá! Vejo-a dócil expondo-se nos seus sentimentos quais orações que não ficam retidos no tempo, chegando a plataforma onde Deus está qual receptor cujos ouvidos não estão agravados para não escutar auscultando seu coração com o seguinte resultado: “O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã” Sl.30.5b. Sucesso!

    Curtido por 1 pessoa

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: