morada

seu texto chegou em um ótimo momento. estava a precisar de ler algo tão profundo para me sentir viva novamente. me emocionei muito. é um texto tão delicado e que causa um impacto tão incrível. estou em um marasmo de azar. para ver, estava escrevendo à mão quando do nada a caneta parou de funcionar, peguei outra e também nada. é domingo e por isso não tive coragem de sair para comprar uma caneta, resolvi escrever no bloco de notas do celular – mas não é a mesma coisa. as palavras já não fluem tão bem.

só estou a escrever para tentar me libertar um pouco desses sentimentos ruins que me tomam.
o que você acha dessa coisa de dizer que a “a arte salva”? o que você acha disso? podemos realmente dar a arte esse fardo?

pergunto isso porque pra mim a arte sempre foi salvação. para ver, estava em um profundo poço de tristeza e desespero, mas quando parei para ler alguns livros foi como se eu realmente tivesse sido teletransportada para um universo onde aquela tristeza já não existisse – sempre me acontece isso. sentimentos bons afloraram e eu esqueci que estava a sofrer. muita gente critica quem enxerga a arte como “salvação”, mas o que seria de nós sem a arte, a literatura? eu já teria morrido há séculos – acho até que nem teria nascido. sei que estou a exagerar um pouco, mas enfim…

voltando ao seu texto – falo como leitora, como gente que sente e sentiu profundamente o que você escreveu. uma combinação de palavras tão perfeitas. queria que me fosse possível morar em seus versos. sim, eu queria morar em seus versos. sentir-me encravada em cada palavra que você escreve. nadar por cada letra que se junta a dizer coisas tão intensas.
lendo-a, resisto e resistindo continuo a te ler. que eu sempre possa resistir ao ler seus textos e de tantos poetas e escritores fantásticos. que eu possa fazer dos seus versos minha morada – não para descansar, pelo contrário, seus versos são morada que me fazem viver a questionar tantas coisas. seus versos são morada, morada que está sempre a me chacoalhar.

Anúncios

6 comentários em “morada

Adicione o seu

  1. Muito bom, muito bom mesmo, adorei. A escrita foi a minha grande terapia, ou salvação como preferir, eu comecei a escrever a alguns anos quando tava com o coração cheio de confusão, de dor, de questões quando a mim mesma, eu não sabia mais o que fazer pra me libertar de todo aquele turbilhão que tava acontecendo dentro de mim, e então eu comecei a escrever, e foi a melhor coisa que eu fiz na vida. ” A arte foi minha salvação “. 💚

    Curtido por 2 pessoas

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: