Pela janela

Pela janela do quarto

A luz atravessa as cortinas

Nessa noite tão mórbida

Com essa lua pequenina

 

Eu deitada nas nuvens

Abraço a solidão que me faz menina

Ainda faz frio aqui

Vejo a luz escurecer

Pouco a pouco as cortinas brancas tornam-se cinzas

A luz desaparece

E aqui tudo escurece

 

Fecho os olhos e imagino

O céu estrelado

A rua iluminada

E minha cortina atravessada

Pela luz que vem da rua

 

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: