Ao amor que não terei para mim

Meu amor,

É um tanto dificultoso te redigir uma carta nesse momento, rompo agora meu demasiado orgulho que sempre mantive de pé em todas as circunstâncias. Desfaço propositalmente de meu racionalismo que sempre me direcionou a tomar decisões importantes. A minha mente agora grita lembranças de ti em uma sonata infinita. Sou atordoado constantemente pelas nossas lembranças, arrancas nesse instante lágrimas de meu rosto que molham esse papel, faz muitos anos que chorei. Lembro-me do emaranhado de teus cabelos em minhas mãos, de teus beijos lentos e intensos e de teus belíssimos olhos me encarando…  Ah que olhos inesquecíveis. Ainda achas que não te amo? Queria pensar o mesmo, mas me tomaste por completo, é impossível não te amar… eu te odeio sua desgraçada e te amo incansavelmente e eternamente. Não quero me despedir de uma forma menos dramática, a melancolia me consome como o fogo em uma floresta seca.  Hoje escutei Legião Urbana o dia todo, a música que faz-me lembrar de ti é Andrea Doria…  Ah minha querida, fizestes a proeza de destruir meu orgulho por completo.  Porque me apaixonei por você? Não sei, talvez eu continue não sabendo, eu simplesmente te amo.  Se eu dissesse que amo você o que diria? Estarei partido para outra cidade agora, com a mente carregada de pensamentos que atormentam. Se amar já não é viver, então morro por viver de amor.

Estais com outro não é, e ainda por cima de casamento marcado… espero que sejas bem feliz, e saibas que te amarei eternamente… provavelmente casarei com outra e amarei outra, mas jamais amarei outra como amo-te.  Lembro-me do teu perfume, oh doce perfume, teu cheio fez casa no meu corpo… Eu Estou totalmente destruído sem tê-la, queria explicar esse sentimento, mas não consigo encontrar qualquer razão…  Nosso amor se perdeu em tua ausência, em teu compromisso e em teu silêncio.

Estou amargurado, não queria está com esse sentimento, mas estou… caiu por terra agora minha pose de insensível, já é tarde meu amor, que sejas bem feliz. Grato por cada instante que estávamos juntos, não sei se a verei novamente, provavelmente não. Só peço perdão se em algum momento não a fiz feliz. Não se preocupe comigo, irei como sempre se reerguer, saberei me levantar, recomeçar e seguir em frente.

Você me trouxe nos momentos que estávamos juntos a misteriosa paz, lembrarei eternamente de teus cantos em meus ouvidos. Essa carta não se perderá com o tempo, talvez daqui a mil anos algum apaixonado a encontre. Sobre minha vida? A partir de agora só Deus sabe. Hoje você sabe que caras fechados também amam, e que inteligentes se acabam em desespero…

Que sejas bem feliz, para o seu bem esqueças de mim, te amarei até o ultimo folego.

– F. S

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: