Orgasmos.zip

Um estudo recente mostrou que a atual geração de jovens é a que menos faz sexo desde 1920. Se por alguns minutos esquecermos de todas as opiniões populares e do senso comum que cercam este assunto, a inegável evidência primária mora no fato do quão contraditório parece tal resultado. E digo contraditório pois, todos sabemos, que tanto a geração “7×1”, quanto a “Malhação” são bombardeadas dias e noites pela fofoca de pessoas que acreditam fielmente no contrário, ou seja; que a galerinha de hoje em dia está mesmo disposta a largar a Internet pra fazer filhos por aí.

Esse é de longe um grande erro. Rapazes com testosterona de sobra em 1920, ou ficavam na mão (literalmente), ou criavam valentia e davam um jeito de arrumar uma escapadinha com a vizinha, com a prima, com a bonitinha da escola, etc. Já os rapazes de 2016 possuem tela full HD, fones de ouvidos potentes e a atriz pornô mais bonita do mundo a dois cliques de distância. Perceberam? Não é mais necessário ousar, nem treinar coragem para afagar o próprio imaginário pervertido. Há quem diga que esta seria a melhor notícia do mundo, eu até concordaria, se antes fosse apenas o sexo. Todavia as ferramentas digitais também estão corrompendo outras áreas da vida, deixando manchas irreversíveis na juventude do instagram.

Sexo com amor (em outras palavras, o mais gostoso e o único que realmente vale a pena), exige uma (a) companheira (a) de longa data, uma relação fortificada. Exige sair, gastar dinheiro, argumentos, atitudes. Exige conhecer pais, avós, tios, primos, amigos e o cachorro. Exige caráter, planos, desenvolvimento de vida, dividir doenças, crises, festinhas infantis, dentre outras coisas. Tudo isso é caro (no sentido de empenho e não de economia), são coisas que requerem tempo e a vida nunca concede garantias concretas de que tudo irá funcionar.

Em resumo ficar em casa jogando é mais fácil, tão fácil quanto receber achocolatado feito pela mamãe nas mãos sem se preocupar em lavar o copo posteriormente. Se apresentarmos como opções uma vida online “sadia” e a construção de uma relação verdadeira, o que vocês acham que os jovens irão escolher? Obs: vale lembrar que no fim de ano, os melhores jogos estão em promoção.

Só que daí nasce a parte complicada da história; estenda um pouco o mesmo raciocínio acima e receba como download cerebral, um manual detalhado abordando o porquê boa parte da garotada prefere relações abertas, ou sem compromissos oficiais. A resposta é óbvia: são relações fáceis, sem a real intensidade de uma vida comum. Mas se a foto sair bonita, então tá valendo… deste modo, até quem se arrisca a ficar com alguém, não deseja soar a camisa e ir além da pura curtição.

A vida online e a dependência dela estão deixando os jovens cada vez mais confusos, imediatistas, depressivos, desencorajados, preguiçosos, sem identidade própria, sem apelo ao esforço ou inovação. Sou jovem, vivo e lido com jovens, observo suas facetas públicas e privadas. Nunca foi tão ruim quanto o estado em que nos encontramos. Como havia dito anteriormente: antes fosse só o sexo.

A juventude de 1920 não teve o privilégio de usar as camisinhas que brilham no escuro e infelizmente hoje, a galera que possui, afirma que esse tipo de coisa não da likes, muito menos XP.

Certamente continuaremos transando pouco e transando mal, ainda por muito tempo. Agora sabemos o verdadeiro motivo pelo qual os velhinhos salientes vivem dando risadas, quando largados em conjunto nos bancos das praças. Provavelmente estão fazendo um comparativo entre suas antigas aventuras juvenis, com a lerdeza dos netos que herdarão a terra, quando, é claro, pararem de brigar e disputar um tosco “nudes”…

5 comentários em “Orgasmos.zip

Adicione o seu

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: