Riflessione

Minha distração tem nome; acho que ando focado demais na indiferença. Sabe? Aquele “time” entre taças e taças de vinho que acompanham todo rei vencedor após as batalhas. Aquela sensação de que tudo já está feito, que nada mais há para fazer. O perigo de uma praia chamada satisfação, onde os tubarões do tédio nadam na costa.

Estou como um clube que se esforçou, mas acabou no meio do campeonato. Sem disputar o título e sem brigar pra não cair. Esta foi a alma do meu ano, sem sombra de dúvidas. Aliás, egoísmo a parte, diria que este foi o ano de muitos. As vitórias são maravilhosas e as perdas… bem! Elas até que possuem seu valor, todavia o hiato entre uma coisa e outra é de cortar o coração. Puro sentimento de incapacidade. Um olhar triste como o de um ursinho de brinquedo, abandonado na prateleira da loja, após todas as crianças optarem por um robô de natal.

Tenho pena das pessoas que fazem questão de brincar com o vazio existencial e de lança-lo a qualquer um que tente se aproximar e doar um pouco de amor. Cristo disse que quem vive pela espada, morre pela mesma. Diria que quem sente prazer de lançar venenos, também acabará envenenado. Não num golpe, não num instante, mas homeopaticamente de gota a gota no decorrer de uma vida fragilizada e sem objetivo.

Que seja uma fase! Que minha vida não se resuma a isso. Prefiro perder, apanhar, chorar, cair e me humilhar. Prefiro beijar o chão ou tocar o céu sempre que meus esforços forem capazes de me lançar até lá. Acredito que uma história de altos e baixos, é uma história completa. Com suas amarguras, com suas delícias – quase como uma construção textual. Tendo princípio, meio e fim.

Sou incapaz de deduzir o que passa pela cabeça de alguém que salta essa construção e vive de notas rápidas, de recados! Que não diz muito, nem nada.

Nos últimos doze meses, faltou um último gás, uma apóstrofe chave; seja convertida em vitória ou pecado. Já nos próximos… Hun! Verei o que o destino tem a dizer. Como provado, minha distração tem nome. E mais do que isso: contém título, início, meio e fim. Será assim daqui pra frente e espero muito que tudo seja edificado ao meu redor dessa maneira. Se possível, por toda a vida…

2 comentários em “Riflessione

Adicione o seu

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: