O Poder do agora e o comportamento da Felicidade #2

Segundo texto da saga: O MELHOR DE NÓS

Felicidade- O que é? O grande abraço do Eu

Primeiro pergunto, o que é felicidade para você?

É um assunto muito discutível até no próprio sentido semântico da palavra. Incompreensível e talvez seja o tesouro do Santo Graal encontrar em cada um de nós o que entendemos por Felicidade. Agostinho, um importante teólogo e filosofo afirmou que somente quem criou o homem (Deus) é capaz de fazê-lo feliz.   Muitos assimilam esse comportamento de vida com a alegria, que é um estado de prazer momentâneo, melhor dizendo um sentimento, um dos vários sentimentos que oscilam em estações na vida dos seres humanos. Afirmo com certeza que a felicidade transcende a alegria, a felicidade é o estado de bem estar de consciência na maior parte do tempo, essa é a definição que proponho como sendo razoável. É quem você é na maior parte do tempo, o contrário da felicidade não é a tristeza, mas sim a infelicidade. A felicidade é tão peculiar, que o contrário não é outra coisa, mas sim sua ausência. A Felicidade é a luz, a infelicidade a ausência da luz.

Pedro Calabrez, referência em pesquisas do ramo da Neurociência diz que há dois ‘’eus’’ em um Ser, o que entra em cheque a questão do equilíbrio, e o que vai proporcionar a felicidade na vida do individuo. Tem muito sentido o que ele propõe, vou tentar explicar com minhas palavras o que ele ensina, vejam só:

Eu experiencial: O Eu do agora.

Esse ‘’Eu’’ experimenta o presente, não está nem aí pra questões de longo prazo. O que dar prazer são as experiências momentâneas. Esse eu se satisfaz com o instante, o Eu que está lendo esse tópico agora e vendo sentido nele. O que torna ele feliz é saborear o que está acontecendo agora, e não o que vai acontecer no futuro. O poder do agora, o lema e tema de um dos próximos tópicos desse artigo. Aproveitar aquilo que temos, sem ver a felicidade primariamente em um futuro, reconhecer que ela já se faz presente. Regozijar com o atual, o recente. Há uma bela frase que diz que não devemos procurar o que existe desencoberto, apenas reconhecer o existente. É deitar de noite, e saber que você teve um bom dia, que está em paz contigo mesmo. É respirar sem esperar os ventos do Oeste chegar.

Eu projetivo: que é uma reflexão do que foi feito, e dos planos futuros.

O Eu que contempla as ações feitas no passado, e que olha para o futuro vendo que há mais coisas para se conquistar.  Esse eu olha para fora do agora, transcendente o atual momento. O que faz esse eu feliz é os objetivos e as conquistas, o Eu que não se contenta com o Agora e que não tem prazer nele. Procura enxergar valor nas conquistas e feitos ao decorrer da existência. A sociedade é perspicaz em alegrar esse eu, colocando que vamos ser felizes somente quando conquistarmos coisas, mas não é bem assim que funciona, ou é? O eu que almeja o troféu no pódio. Não há como ver as coisas somente de um espectro, os dois se alinham de uma forma inseparável.

Equilíbrio é a chave da questão, olhar para os objetivos futuros e conquistas do passado, mas também apreciar o instante.  A qualidade das nossas relações faz ambos felizes, onde ambos se estreitam em um abraço insano, como já dizia Castro Alves. Quando você olha para o passado ou presente, pessoas estão envolvidas, se há relações de qualidades ambos se satisfazem. Aproveita o agora e o instante, tenha os objetivos, mas o importante é estar em paz consigo mesmo.

Passos para ser mais feliz- Um começo para as transformações- Teoria PERMA

Nesse tópico estou me embasando perspectiva abordada pelo psicólogo Martin Seligman em tua teoria P E R M A. Ele sugere cinco passos para se tornar uma pessoa mais feliz. É uma teoria bem pragmática e que não se põe como um absoluto para solucionar essa necessidade, há outros meios, mas esse em especial é bem interessante.  Vou elaborar um resumo de cada passo. Outros caminhos também ajudam como: Capacidade de adaptação a novas situações, buscar objetivos de acordo com suas características pessoais, riqueza nos relacionamentos, possuir uma identidade étnica, ser competente naquilo que faz, ser agradável e gentil no relacionamento com outras pessoas, reconhecer suas falhas e defeitos etc..

1° passo: Positividade

É buscar e experimentar emoções e sentimentos em seu cotidiano. Sentir gratidão, esperança, inspiração, paixão, Fazer um esforço para ter como objetivo sensações positivas. Ao invés de ficar com um pensamento negativo, que anula qualquer ação, pois não há nenhuma motivação que aguente uma torrente de maldição. É se sentir satisfeito com o que tem, sem sofrer por algo que ainda não conquistou. É o me ne frego em prática, sem ficar se comparando com as outras pessoas, é se sentir em paz. Seja um lobo solitário pairando bela campina sentido os bons ares vindos do Oeste.

2° passo: Engajamento

Fazer algo que você realmente gosta de desempenhar. Trabalhar na atividade que você quer desempenhar, estudar o que lhe cativa, ir para os locais que lhe dá sensações boas.  Atividade que você possa manter o foco e que te dê prazer em realizar. Não há nada mais lastimável do que fazer aquilo que não gosta pra agradar os outros, exceção em casos de extrema necessidade. É bom criar desafios, derrubar barreiras, o que parecia impossível se tornar realidade, mas que isso seja algo que tenha um valor para você. Algo que você gosta. O que te impede de fazer aquilo que anseias?

3° passo: Relacionamentos

Relacionamentos, escolher bem as pessoas que vocês se rodeiam. Se rodeie de pessoas que te motivem, pessoas boas. Uma das piores desgraças na vida do indivíduo é estar cercado de pessoas ruins. Há uma tendência inata ao ser humano se entrar dentro de um grupo, provavelmente seja a sina pela sobrevivência que herdamos dos caçadores coletores. Mas você já analisou a qualidade dos seus relacionamentos? Veja se seus amigos se ajudam ou lhe atrapalham, se sua namorada lhe auxilia ou apenas te suga. Quando estou perto de pessoas que não tem nada a acrescentar a não ser desmotivação e desencorajamento, sinto-me como se estivesse perdendo minhas energias corporais aos poucos, uma tortura a conta-gotas. Se não está dando certo as coisas, analise com cuidado seus relacionamentos.

4° passo: Proposito

Viver com um proposito grande, objetivos, metas etc.. O que te faz levantar todos os dias, mesmo que seja coisas simples ou até grandes coisas. Seja realizar uma viagem ou ser o funcionário do mês. Tenha um objetivo de vida, que sua vida possa ser dinâmica e não estática. A inércia é um dos grandes vilões que impedem a plenitude humana. Seja um homem ou mulher de caráter, de ideais nobres. Que não sejas mais um na fila do pão que segue o gado rumo ao matadouro ou que faça o que está na moda. Que contribua para a preservação daquilo que é belo, em honra aos nossos ancestrais. Seus propósitos são belos?

5° passo: Conquistas

Cada passo é um degrau que você está subindo na escada da busca, você muitas vezes terá que começar novamente do primeiro degrau em loop infinito ou finito, pois sua existência é passageira. Esse ainda mais do que os outros, se interliga com o anterior, o das metas que temos em nossas vidas. Você agora desfruta e colhe os frutos dos seus propósitos, conquistando o que você idealizou. É cumprir os desafios anteriormente estabelecidos. E isso ira te trazer mais motivos para ser feliz, no entanto deves tu conquistar aquilo que realmente vale a pena, conquistar o que é desprezível e sem valor só trará uma sensação supérflua em sua vida. Deverias bem saber que a conquista é fruto de todo o processo anterior, iras querer conquistar novas coisas, deves voltar a primeira etapa da positividade. Você iras oscilar, não iras ser positivo sempre em todos os dias do ano, mas é algo a se buscar e deves ser na maior parte do tempo.

O poder do agora – Viva o hoje, pois o hoje faz o amanhã.

 Eu não me recordo o nome do autor, mas esse é um título de um livro. Uma das melhores perspectivas desse artigo, uma das temáticas que mais me motiva em meu universo particular.

Infelizmente está cada vez mais difícil desfrutar do agora, o presente, o atual momento vivido, de manter toda a mente focada no agora. Um milhão de coisas fica rodando na mente; e o que estamos fazendo, fazemos de forma mal feita. Hoje você conversa com uma pessoa e ela está mexendo no celular, ouvindo musica e prestando atenção no ônibus que já vem. Não há uma entrega para o presente, infelizmente isso desfaz toda a plenitude da coisa. A pessoa não vive o atual momento e não sabe responder o que fez e o que está fazendo. Quando estamos perto de dormir a nossa mente produz pensamentos sem parar, sem manter um foco em algo, dois pensamentos ao mesmo tempo ou até mais, atroz ansiedade que adorna a pele como uma praga dourada. É preciso respirar fundo e descansar a mente do mundo que odeia o momento e que não desfruta e se contem apenas com uma tarefa.

Viva o momento e aproveite o presente!

Pare de tentar fazer multitarefas ou de ficar no stress por causa de coisas inúteis que não lhe afeta exatamente em nada. Um dos momentos que teu ser vivencia plenamente o poder do agora quando tá fazendo sexo ou outra atividade prazerosa como saltar de paraquedas, nadar ou correr, não espere essas situações para desfrutar o poder do agora. Você vai aperfeiçoando isso através de uma reflexão e entendimento. Sintetizando tudo o que foi dito, Reconheça a felicidade e viva o agora.

Boa semana, a saga continua. 

Abraços!

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: