Linha 137

13239361_1730929027161592_352376365621468512_n.jpg

 

A mente trabalha com dados relevantes, enquanto o coração só precisa de migalhas para labutar. Da fila do ônibus observo o rapaz puxando assunto com uma garota. Talvez seja sua primeira vez, talvez seja um dos seus longos planos secretos e pessoais. Fosse impulso, ou fruto de estratégia, o que basta é o resultado: eles estão conversando! Isso é tudo que realmente importa.

A mente trabalha com organização de lembranças e disparo de fatos. O coração cria os impulsos que geram as lembranças, e desenvolve novos fatos por trás de cada verdade dita. Do banco do ônibus assisto uma nova história sendo escrita. Um embaraço de contos, abraços, palavras e carícias. Talvez o rapaz não esperasse por aquilo, talvez seja o momento mais aguardado da sua vida. Fosse o acaso, ou o destino, o que basta já estava ali, ao seu lado, disponível e carente de cuidado dentro de cada novo sorriso. Isso é tudo que realmente importa.

A mente trabalha com a construção de temporadas e décadas, o coração só precisa de um momento. Da janela do ônibus, vi o rapaz beija-la na rua. Ela sorriu e segurou suas mãos. Em seguida, caminharam juntos pelo restante da estrada. Talvez aquela noite pacata seja a mais feliz da vida dele. Talvez, aquilo tudo seja apenas o capítulo de algo pré-existente. Quem sabe? Nunca se sabe. Independentemente do que minha mente tem a dizer, ou do que meu coração possa argumentar, dum consenso compartilhamos: o amor é lindo! Em todas as suas facetas e detalhes interpretativos. Isso é tudo que realmente importa.

 

Eis que chega o meu ponto e com ele surge a pergunta: será que possuo a mesma sorte que o rapaz? Ou será que ainda estou procurando?

Bem! Se nós, seres humanos, nos rendemos as análises diárias de sentimentos, então irei conservar minha história aos devaneios do próximo passageiro. Nunca precisamos de conclusões explícitas pra falar do amor, todo bom entendedor sabe identificar aquilo que é realmente importante, sendo cético ou emotivo, motorista ou passageiro, sortudo ou azarado, estando sozinho ou acompanhado…

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: