Prazer e desprazer da vida

carpe-diem

“Você vai ter que ser forte. Vai doer. Mas você vai aguentar. Não tem jeito: não há vida sem problemas. Desejar uma vida sem problemas é desejar estar morto.”

O Homem do Futuro

 

Dias melhores em escala progressiva ….

Desejamos constantemente que isso venha a acontecer, que ocorra em breve, mais todos sabemos que isso jamais vai ocorrer, pois os problemas são inevitáveis, faz parte do curso da vida da imperfeição humana. Hoje pode ser o melhor dia que tivemos em nossa vida, amanhã pode ser o pior dia em contrapartida. É assim que funciona o grande da vida. O paradoxo que emana de sempre cairmos e logo após ficamos de pé, os problemas vão surgir de surpresa, vão sumir inesperadamente, vão reaparecer com seus amigos e acabar conosco de momento…  A força de vontade deve nos consumir para enfrentar os problemas que irão surgir.  Se não existissem problemas, o prazer da alegria jamais seria sentido de forma intensa. Não que devemos desejar os problemas, mas, apenas espera-los, pois de uma forma ou de outra irão surgir.

 

Dias piores em escala de regresso.

Há o que entregam o jogo facilmente, entram em uma melancolia induzida, deixam os problemas serem vitoriosos e imperar na vida. Isso é algo ruim, não é o lado bom da força, os problemas foram feitos para serem domados, e não predominarem sobre nós. O que vem a proporcionar prazer na vista é o gostinho da vitória, de conseguir algo desejado, de destruir uma barreira, de ter um sonho realizado. A essência da vida é lutar. Acompanhando a rotina dos camponeses de minha região, eu percebo facilmente que a força de vida deles é algo que deve ser admirado por todos nós. Com as mazelas dominando o meio em que vivem, eles tiram energia do desejo de viver, e sinceramente tem uma vida inteiramente feliz, algo que os acomodados em seu mundinho particular, que já entregou o jogo, jamais terá. Pelo jeito a variável do tópico anterior em cena: A dor pode proporcionar o prazer do sucesso. E para muitos, o simples fato de viver, é a maior conquista. Como já dizia Gonzaguinha: Viver, e não ter a vergonha de ser feliz… ser um eterno aprendiz…

 

O otimista é um tolo. O pessimista, um chato. Bom mesmo é ser um realista esperançoso. Ariano Suassuna

 

Independente de tudo: Carpe Diem.

Aproveite a vida!!!

Nada vai melhorar se você não melhorar.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: