Acalanto

Abro portas e janelas de manhã,

abro um sorriso amarelado de café

e um olhar castanho de sossego matutino.

Nas ruas o tempo passa correndo,

em mim repousam os primeiros segundos.

Eu não a tenho, ainda, menina…

Vou te fazer chorar de rir, menina

Quero manchar teu batom de amora, menina

Você me manchou de amor, menina

Você me corou o rosto, morena

Você me acertou no peito, traquina

Você me deixou em paz, Carolina.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: