Divergente

sonaminterview_1374835306_600x450

Você e Eu… Nós dois! Pessoas legais com assuntos e histórias dignas de filmes, além de diversos traços e gêneros em comum. Porém nosso relacionamento nunca deu certo, ao menos, não da maneira que desejava e que ainda desejo. Os motivos são diversos… É como se tudo não passasse de um complexo algoritmo cheio de loopings e classes – há argumentos, circunstâncias, padrões e desculpas que você imagina e fala pra todo mundo ouvir, alimentando a cada dia, um pouco mais do tamanho abismo que existe entre nós dois. Abismo este que costuma lhe sedar, ao ponto de não perceber os sinais que entrego a você em meio à multidão que lhe cerca. Abismo que também costuma me engolir, no primeiro indício, na mais fraca tentativa de contato, onde as primas: Distância e Rotina terminam de fazer o serviço destruindo todas as expectativas; Logo as investidas acabam e Eu não consigo você. Só o que sei é que quando a poeira finalmente abaixa, você sai embarcada com seus amigos e Eu fico perdido em tantos planos, porém a verdade é que, mais uma vez, ficamos e estamos sozinhos.

Mas hoje! Pelo menos por um dia, tente imaginar as coisas com o mínimo de perfeição possível; Esqueça todos os problemas, todas as desculpas, tudo que me separa de você e apenas absorva a ideia de estarmos juntos, num só universo, num só amor… Você não precisaria se preocupar com o tempo porque ele não ousaria andar enquanto mantivéssemos os olhares cruzados. Também não precisaria se preocupar com os afazeres, pois nenhum deles teriam forças para retira-la dos meus braços. Seria desnecessário também se preocupar com o destino porque dele só brotará presentes do próprio Deus que abençoou nossa relação antes mesmo de nos conhecermos. O céu e a terra seriam apenas perspectivas ignorantes enquanto nossos beijos calassem toda parafernália do Mundo ao redor… Por hoje, eleve seus pensamentos ao patamar da simples possibilidade de Eu ser o seu homem, de tê-la para cuidar e amar.

E agora, num estalar de dedos, volte pra realidade: Fique daí com seus motivos para negar tamanho sentimento, que Eu fico daqui com meus lápis e tintas. Como já dizia Renato Russo: apenas os sonhos são perfeitos. Não porque a realidade é falha, mas sim porque as pessoas desistiram da felicidade.

Guria! Sei que o abismo é enorme, contudo se você ainda consegue me ouvir, farei questão de realizar um último pedido: Não desista de mim, não desista de você, não desista de nós dois! E lhe juro que bastará outro simples estalar de dedos para construirmos uma ponte acima de todo este limbo que separa os nossos corações.

Pro inferno com a tal distância e a rotina! Eu quero é você! E tenho certeza que seremos felizes juntos.

— Leonardo Veiga / 05/09/2015

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: